n

Apesar dos Computadores Eletrônicos terem efetivamente surgido somente na Década de 40, os fundamentos em que se baseiam remontam a centenas ou até mesmo em milhares de anos…

n

Nos anos 40, um Computador era alimentado por 70 mil lâmpadas internas e pesava em média 27 toneladas. Após a guerra, os norte-americanos perceberam que aquele poderia ser apenas o começo de uma mina interminável de descobertas e decidiram investir a fundo na informática. Na década de 50, criaram os primeiros Computadores, tão pesados e incipientes que ocupavam uma sala inteira para apenas uma máquina. Cada armário correspondia ao que hoje é um Circuito Um armário era o Disco Rígido o outro captava informação, outro a processava e um quarto a imprimia. A impressora funcionava por meio de um esquema interno de mini-martelos, que batiam na letra desejada e assim transmitiam o dado do computador para o papel. Era um barulho ensurdecedor. Hoje quando alguém reclama da sua impressora barulhenta é porque não consegue imaginar como o simples fato de imprimir era um pesadelo no início da informática.

Fonte:http://tecnologia.terra.com.br

n

B205, Burroughs, 1953

n

ASSISTA AQUI: “Enigma Encryption Machine” usada na Alemanha na Segunda Guerra MundialThe Enigma MachineColossusColossus – The First Electronic Computer – Part 2The First Electronic ComputerHarvard Computer Mark 1ENIACENIAC (2)

n

 

n

GERAÇÕES DE COMPUTADORES:

A Arquitetura de um Computador depende do seu Projeto Lógico, enquanto que a sua implementação depende da Tecnologia disponível.

As três Primeiras Gerações de Computadores refletiam a evolução dos Componentes Básicos do Computador (Hardware) e um aprimoramento dos Programas (Software) existentes.

Os Computadores de Primeira Geração (19451959) usavam Válvulas Eletrônicas, quilômetros de fios, eram lentos, enormes e esquentavam muito.

A Segunda Geração (19591964) substituiu as Válvulas Eletrônicas por Transístores e os Fios de Ligação por Circuitos Impressos, o que tornou os Computadores mais rápidos, menores e de custo mais baixo.

A Terceira Geração de Computadores (19641970) foi construída com Circuitos Integrados, proporcionando maior compactação, redução dos custos e velocidade de Processamento da ordem de Microssegundos. Tem início a utilização de avançados Sistemas Operacionais.

A Quarta Geração, de 1970 até hoje, é caracterizada por um aperfeiçoamento da tecnologia já existente, proporcionando uma otimização da máquina para os problemas do usuário, maior grau de miniaturização, confiabilidade e maior velocidade, já da ordem de Nanossegundos (bilionésima parte do segundo).

O termo Quinta Geraçãofoi criado pelos japoneses para descrever os potentes Computadores “inteligentes” que queriam construir em meados da década de 1990. Posteriormente, o termo passou a envolver elementos de diversas áreas de pesquisa relacionadas à inteligência computadorizada: Inteligência Artificial, Sistemas Especialistas e Linguagem Natural. Mas o verdadeiro foco dessa ininterrupta Quinta Geração é a conectividade, o maciço esforço da indústria para permitir aos usuários conectarem seus Computadores a outros Computadores. O conceito de Supervia da Informação capturou a imaginação tanto de profissionais da Computação como de usuários comuns.

n

MAINFRAMES:

Até o final dos anos 1970, reinavam absolutos os Mainframes, Computadores enormes, trancados em salas refrigeradas e operados apenas por alguns poucos privilegiados. Apenas grandes Empresas e Bancos podiam investir alguns milhões de dólares para tornar mais eficientes alguns processos internos e o fluxo de informações. A maioria dos escritórios funcionava mais ou menos da mesma maneira que no começo do século. Arquivos de Metal, Máquinas de Escrever, Papel Carbono e Memorandos faziam parte do dia-a-dia.

Um Mainframe é um Computador de grande porte, dedicado normalmente ao Processamento de um volume grande de informações. Os Mainframes são capazes de oferecer serviços de Processamento a milhares de usuários através de milhares de Terminais conectados diretamente ou através de uma Rede. (O termo Mainframe se refere ao Gabinete Principal que alojava a Unidade Central nos primeiros Computadores).

Embora venham perdendo espaço para os Servidores de Arquitetura PC e Servidores Unix, de custo bem menor, ainda são muito usados em ambientes comerciais e grandes empresas (Bancos, Empresas de Aviação, Universidades, etc.).

São Computadores que geralmente ocupam um grande espaço e necessitam de um ambiente especial para seu funcionamento, que inclui instalações de refrigeração (alguns usam refrigeração a água). Os Mainframes são capazes de realizar operações em grande velocidade e sobre um volume muito grande de Dados.

Os Mainframes nasceram em 1946 e foram sendo aperfeiçoados. Em 7 de abril de 1964, a IBM apresentou o System/360, Mainframe que, na época, foi o maior projeto de uma empresa. Desde então, outras empresas – como a HP e a Burroughs (atual Unisys) – lançaram seus modelos de Mainframe. Existem Mainframes em operação no mundo inteiro.

Contemporâneos aos /360 da IBM foram os Burrough B-200, B-300 e B-500 (de pequeno porte) e os B-5500 (de grande porte).

Posteriormente a IBM lançou a série /370, e a Burroughs por sua vez lancou as Máquinas de Terceira Geração: B-3500 e B-6500, sucedidas pela Série 700: B-3700 e B-6700.

No fim da década de 1970, ao mesmo tempo que cresciam os Sistemas destinados a grandes Corporações, começaram a reduzir o tamanho de uma série das Máquinas para chegar a clientes menores: a IBM lançou o /3 e a Burroughs a Série B-1700 e posteriormente o B-700, Máquinas de Quarta Geração, cujo Software básico era escrito em MIL (Micro Implemented Language) e SDL (Software Development Language). Foram as primeiras Máquinas Burroughs Microprogramáveis, o que lhes dava uma flexibilidade impar. Estas Máquinas marcaram o início do uso de Circuitos Integrados com Tecnologia TTL com Integração em Média Escala (MSI).

Atualmente a IBM produz quatro versões de Mainframes, denominados System Z series, que modernizados, suportam diversos Sistemas Operacionais: z/OS, z/OS.e, z/VM, z/VSE, VSE/ESA, TPF, z/TPF e Linux on System z.

Hoje, segundo especialistas, há uma forte tendência de crescimento para este setor, inclusive com as novas versões do Cobol (principal Linguagem usada nos Mainframes) usando ambiente gráfico.

Como são Computadores com capacidade dimensionada para aplicações que exijam grandes recursos, os Mainframes possuem Hardwares semelhantes como Memórias, Processadores, Discos Rígidos etc., porém o tamanho destes Hardwares se diferem dos de Computadores de outros portes, como Servidores e Desktops.

A distinção entre Supercomputadores e Mainframes não é clara e direta, mas geralmente falando, os Supercomputadores são utilizados na solução de problemas em que o tempo de cálculo é um limite, enquanto os Mainframes são utilizados em tarefas que exigem alta disponibilidade e envolvem alta Taxa de Transferência de Dados (internos ou externos ao Sistema). Como conseqüência:

n

* (continuação) ÁLGEBRA BOOLEANA:

A B C 0 0 0 0 1 0 1 0 0 1 1 1

Acima temos a tabela verdade de uma função básica a função AND , ela e um conjunto de funções da álgebra booleana têm implementação eletrônica através de transistores e são conhecidas como portas lógicas. Um circuito digital é regido pela álgebra de Boole, e com as portas lógicas existentes é possível implementar qualquer função da álgebra booleana. A seguir veremos as principais portas lógica, simbologia e tabela verdade.

-NOT

A função NOT é implementada na conhecida porta inversora.

A B 0 1 1 0

(a) (b) (a) tabela verdade, (b) símbolo

-AND

A função AND pode ser definida em linguagem natural como 1 se todas as entradas forem 1 e 0 se apenas uma das entradas for 0.

A B S 0 0 0 0 1 0 1 0 0 1 1 1

-OR

A função OR também pode ser definida em linguagem natural ela é 0 se todas as entradas forem 0 e 1 se existir uma entrada em 1.

A B C 0 0 0 0 1 1 1 0 1 1 1 1

-XOR

A função XOR conhecida como exclusive OR é muito parecido com a OR.

A B C 0 0 0 0 1 1 1 0 1 1 1 1

Temos acima algumas das principais Portas Lógicas existentes, não são as únicas mas as outras Portas existentes são Combinações destas Portas Básicas, e todos os Circuitos Digitais podem ser montados somente com estas Portas

Este slideshow necessita de JavaScript.